Voltar
Poesia Espirita

 

POESIA ESPÍRITA

III Concurso de Poesia Espírita Rosa dos Ventos 2004

3º Classificado do III Concurso de Poesia Espírita Rosa dos Ventos

 

III Concurso de Poesia Espírita Rosa dos Ventos 2004

 
Reencarnação

No planeta terra plantado,

Surges nesta encarnação

Com vários objectivos traçados

Por superior e sábia decisão.

 

Quando de manhã ao despertar

Verificares o teu corpo na indolência,

Lembra-lhe que o espírito quer trabalhar

E não lhe permitas falta de paciência.

 

O crescimento requer sofrimento

Se suportado pelo silêncio, na dor,

Vais ver que deixa de ser tormento

E se transforma em verbo de Amor.

 

A experiência que a todos alcança

Muito nos envolve e ensina.

Serve como tocha de esperança

Para suportar os trilhos acima.

 

Confia, ama e serve

Empenha o teu coração,

Nunca te esqueças que é breve

O Momento da Encarnação.

 

Quanta bondade e sabedoria,

Demonstra Deus Nosso Pai

Quando permite a todos, um dia,

Vestir a roupagem que melhor lhe sai.

  

Ao tirano de ontem que oprimiu

Surge o servo que se apressa a servir,

Enquanto que ao faminto que nunca desistiu

Se apronta o caridoso – a luzir!

 

À vaidade e ao egoísmo que assim reinou,

Se reveste de túnica lamacenta corrompida

À procura da mão que nunca o amou.

 

Assim o orgulho carrancudo sufocará,

No regaço de sua mãe querida

Quem nem por isso o abandonará!

 

Camada, a camada

A veste se reveste,

Muda e assenta

Até que o espírito,

APRENDA!

 

Cristina Lavender

Braga – Portugal

 

 

 

3º Classificado do III Concurso de Poesia Espírita Rosa dos Ventos

Cristina Lavender

Braga – Portugal

 

ORGANIZAÇÃO:

Núcleo Espírita Rosa dos Ventos

Travessa Fonte da Muda, 26

4450-672 Leça da Palmeira

PORTUGAL

Telf: 229952108; 965384111; 966944308

www.nerv.pt.vu

nervespiritismo@yahoo.com