Voltar
Poesia Espirita

 

POESIA ESPÍRITA

III Concurso de Poesia Espírita Rosa dos Ventos 2004

1º Classificado do III Concurso de Poesia Espírita Rosa dos Ventos

O ADVENTO DO CONSOLADOR

Tendo ensinado e exemplificado

Seu evangelho de luz e de verdade,

Jesus bem sabe que será julgado

Pelas forças de ódio e iniquidade.
 

Antes que chegue a hora da partida,

De golpes rudes, sofrimento duro,

Transmite as instruções da despedida

Para as lutas do presente e do futuro.

 

Encoraja o discípulo indeciso,

Mostra a grandeza do mundo espiritual,

Ensina, sobretudo, que é preciso

Sustentar a luta contra o mal.

 

Para o futuro promete, com bondade

Que enviará novo Consolador,

Que ele chama de Espírito da Verdade,

Mensageiro de luz do seu amor.

 

Este Consolador, promete-nos Jesus,

Restabelecerá o ensinamento certo,

Clarificando a razão com sua grande luz

De modo claro e entendimento aberto.

 

Dirá daquilo que ainda não foi dito

E que a humanidade não compreendia.

Será para o futuro, um sol bendito,

Para o espírito, a luz de novo dia.

 

Dezoito séculos passaram sobre a Terra...

Agitou-se o mundo e o cristianismo,

Apesar da mensagem de Amor que em si encerra

Perdeu a beleza do seu primitivismo.

 

E eis que em Lyon, na França, sem alarde,

Nasceu aquele que teria por missão,

Revelar o Consolador, Espírito da Verdade

Através da luz da codificação.

 

No espaço se agita a corte mensageira

Sob a égide do Cristo redivivo,

E a obra se eleva, sobranceira,

No ensinamento claro e decisivo.

 

O Consolador revela ao mundo inteiro,

O completamento do grande ensinamento

Que Jesus, o divino mensageiro,

Nos deixa qual rico testamento.

 

O véu da verdade se levanta,

Revela a lei da reencarnação

A lei divina, soberana e santa,

Nada nos deixa sem explicação.

 

Temos na ordem da doutrina nova,

A explicação do Evangelho, sem mistério,

Mostrando implicações de expiações e provas

E os contactos com espíritos, num estudo sério.

 

Tal qual o cristianismo, no passado,

É perseguido por ódios e maldade,

Pois contraria o interesse viciado

Pelo bem que traz à humanidade.

 

Hoje desdobra o ensinamento e tantos

São os valores que brotam dessa fonte,

Que consola o sofredor, enxuga prantos,

Cria esperança e alarga horizontes.

 

A codificação do espiritismo, em nossa era,

É um marco de luz, cheio de glória

Que após dezoito séculos espera,

Ilumina o porvir da nossa história.

 

Salve kardec! Codificador

Desta doutrina de luz e de verdade,

Pelo advento do Consolador,

Luz de razão e bom senso sobre a humanidade.

 

Oswaldo Gonçalves Gimenes

São Paulo – BRASIL

 

 

1º Classificado do III Concurso de Poesia Espírita Rosa dos Ventos

Oswaldo Gonçalves Gimenes

São Paulo – BRASIL

 

ORGANIZAÇÃO:

Núcleo Espírita Rosa dos Ventos

Travessa Fonte da Muda, 26

4450-672 Leça da Palmeira

PORTUGAL

Telf: 229952108; 965384111; 966944308

www.nerv.pt.vu

nervespiritismo@yahoo.com