Voltar
Tributo
 Espirita

TRIBUTO ESPÍRITA ROSA DOS VENTOS 2004

No ano de 2004, a direcção do N.E.R.V., através de uma reflexão séria e muito criteriosa, acabou por escolher por unanimidade o nome do espírita, Divaldo Pereira Franco, a homenagem “Justa e Válida” pela sua vida e obra pelo espiritismo.

DIVALDO PEREIRA FRANCO

DIVALDO PEREIRA FRANCO nasceu em 5 de Maio de 1927, na cidade de Feira de Santana, Bahia, Brasil. Filho de Francisco Pereira Franco e Ana Alves Franco, falecidos.

Cursou a Escola Normal Rural de Feira de Santana, onde recebeu o diploma de Professor Primário, em 1.943. Desde a infância que se comunica com os espíritos.

Quando jovem, foi abalado pela morte de seus dois irmãos mais velhos, o que o deixou traumatizado e enfermo, sendo conduzido a diversos especialistas, na área da Medicina, sem contudo, lograr qualquer resultado satisfatório.

Apareceu, então, em sua vida, D. Ana Ribeiro Borges, que o conduziu à Doutrina Espírita, libertando-o do trauma e trazendo consolações, tanto para ele como para toda a família. Dedicou-se, então, ao estudo do Espiritismo, ao tempo em que foi aprimorando suas faculdades mediúnicas, pelo correcto exercício e continuado estudo do Espiritismo.

Transferiu residência para Salvador no ano de 1945, tendo feito concurso para o IPASE (Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Estado), onde ingressou a 5 de Dezembro de 1.945, como escriturário.

Espírita convicto fundou o Centro Espírita "Caminho da Redenção", em 7 de Setembro de 1947, que mantém, actualmente vários departamentos: 

Mansão do Caminho

Lar de Crianças carentes, fundado em 15.08.1952

à Manjedoura

Creche para crianças de 02 meses até 03 anos de idade

Escola de 1º Grau “Jesus Cristo”

(níveis I e II) fundada em Março de 1950

Escola “Allan Kardec”

Fundada em 1965. Escola de 1º grau (Nível I)

Jardim de Infância Esperança

Fundado em Fevereiro de 1971. Atendendo crianças na faixa etária de 3 a 6 anos de idade em tempo integral

Escola de Dactilografia “Joana de Angelis”

 

Escola de Evangelização para crianças;

 

Juventude Espírita "Nina Arueira"  

– para formação moral-espírita de jovens;

Caravana "Auta de Souza"  

– Organização que ampara inúmeras famílias irrecuperáveis socialmente;

Assistência "Lourdes Saad"  

– sector de distribuição diária de sopa e pão;

Casa da Cordialidade 

– Organização que ampara uma quantidade enorme de famílias socialmente recuperáveis;

Ambulatório Médico "J. Carneiro de Campos"; 

 

Gabinete Odontológico "J.J. Silva Xavier"; 

 

Laboratório de Análises Clínicas; 

 

Sala de Fisioterapia; 

 

Livraria Espírita "Alvorada"  

– Editora e Gráfica;

Diversas mensagens foram escritas pelo seu intermédio, sob a orientação dos Benfeitores Espirituais, até que um dia, recebeu a recomendação para que fosse queimado o que escrevera até ali, pois não passavam de simples exercícios.

Com a continuação, vieram novas mensagens assinadas por diversos Espíritos, dentre eles, Joana de Ângelis, que durante muito tempo apresentava-se como "Um Espírito Amigo", ocultando-se no anonimato, à espera do instante oportuno para se fazer conhecida.

Joana revelou-se como sua Orientadora Espiritual, escrevendo inúmeras mensagens, num estilo agradável, repassado de profunda sabedoria e infinito amor, que conforta aos mais diversos leitores e necessitados de directriz espiritual.

Em 1964, Joana de Ângelis seleccionou várias das mensagens de sua autoria e enfeixou-as num livro, que recebeu o sugestivo título de "Messe de Amor". Foi o primeiro livro que o médium publicou. Logo em seguida, Rabindranath Tagore ditou "Filigranas de Luz". E vários outros vieram a lume, conforme listagem ao final da Biografia.

A seu respeito, foram escritos os seguintes livros:

"Divaldo, médium ou génio?" – pelo jornalista Fernando Pinto;

"Moldando o Terceiro Milénio - Vida e obra de Divaldo Pereira Franco" - pelo jornalista Fernando Worm;

"Viagens e entrevistas" – Obra organizada por Yvon ª Luz, relacionando algumas viagens e entrevistas de Divaldo;

Divaldo, desde jovem, teve vontade de cuidar de crianças. Educou mais de 600 filhos, hoje emancipados, a maioria com família constituída e a própria profissão, no magistério, contabilidade, serviços administrativos e até medicina, tem 200 netos. Na década de 60 iniciou a construção de escolas oficinas profissionalizantes e atendimento médico. Hoje a Mansão do Caminho é um admirável complexo educacional que atende 3.000 crianças e jovens carentes, na Rua Jaime Vieira Lima, 01 – Pau de Lima, um dos bairros periféricos mais carentes de 

Salvador; tem 83.000 m2 e 43 edificações. A obra é basicamente mantida com a venda de livros mediúnicos e das fitas gravadas nas palestras.

Como Orador começou a fazer palestras em 1947, difundindo a Doutrina Espírita, codificada por Allan Kardec e hoje apresenta uma histórica e recordista trajectória de orador no Brasil e no exterior, sempre atraindo multidões, com sua palavra inspirada e esclarecedora, acerca de diferentes temas sobre os problemas humanos e espirituais.

Há vários anos, viaja em média 230 dias por ano, realizando palestras e também seminários no Brasil e no mundo.

Em levantamento preliminar, sua autuação é a seguinte:

BRASIL: Esteve em mais de 1.000 cidades, onde realizou mais de 8.000 palestras, concedeu mais de 970 entrevistas de rádio e TV, em cerca de 300 emissoras e retransmissoras, tendo recebido cerca de 200 homenagens da maioria dos Estados do País, possuindo 68 títulos de cidadania honorária de vários estados e municípios brasileiros, concedidos por unanimidade de votos. Já falou em várias Universidades e nos principais teatros e auditórios do País.

AMÉRICAS: Esteve em 18 países, em mais de 119 cidades, onde realizou mais de 1.000 palestras, concedeu mais de 180 entrevistas de rádio e TV para cerca de 113 emissoras, inclusive por 3 vezes na Voz da América, a maior cadeia de rádio do continente. Recebeu cerca de 50 homenagens de vários países, destacando-se o honorífico título de Doctor Honoris Causa em Humanidades, concedido pela Universidade de Concórdia em Montreal, no Canadá, em 1991. Por 3 vezes fez palestras na ONU, no departamento de Washington e fez conferências em mais de 12 Universidades do continente.

EUROPA: Esteve em mais de 20 países, em mais de 80 cidades, onde realizou mais de 500 palestras, concedeu mais de 50 entrevistas de rádio e TV para cerca de 40 emissoras, tendo recebido homenagens de vários países; fez conferência em cerca de 10 Universidades europeias e, por 2 vezes, na ONU, departamento de VIENA.

ÁFRICA: Esteve em mais de 5 países, em 25 cidades, realizando 150 palestras, concedeu mais de 12 entrevistas de rádio e TV, em 11 emissoras; recebeu 4 homenagens.

ÁSIA: Esteve em mais de 5 países, em 10 cidades, realizando mais de 12 palestras.

O médium Divaldo, desde jovem apresentou diversas faculdades mediúnicas, de efeitos físicos e de efeitos intelectuais. Destaca-se a psicografia, que representa um fenómeno editorial pois em 31 anos de médium publicou 150 títulos, totalizando mais de quatro milhões e quinhentos mil exemplares, onde se apresentam 211 Autores Espirituais, muitos deles ocupando lugar de destaque na literatura, no pensamento e na religiosidade universal; destas obras, houve 80 versões para 13 idiomas (alemão, castelhano, esperanto, francês, italiano, polaco, checo, Braille, etc...). Os livros possuem uma grande variedade de estudos literários, como prosa, romances, narrações e etc., abrangendo temas filosóficos, doutrinários, históricos, infantis, psicológicos e psiquiátricos.